Como marcas assumir seu papel e nos ajudar a vencer rápido!

Qual o papel das startups nessa guerra contra o Corona vírus?

Me deixa te oferecer uma perspectiva diferente de como enxergar todo esse momento do Corona Virus e como a marca da sua startup se torna uma peça importante nessa situação toda.

Estamos em guerra. Sim, isso é uma história de guerra. Entre seres humanos e o Corona Vírus. E o que acontece nas guerras? Todas as estruturas são abaladas. A rotina de todos muda, e tudo que se fala e se faz é sobre a guerra. É importante que a guerra acabe logo. Quanto mais ela se prolonga mais prejuízos ela traz. Em todos os sentidos.

O que a guerra faz também é trazer mudanças no nosso sistema e no nosso comportamento como sociedade. Se observamos as guerras passadas, elas representaram marcos e pontos de virada em como costumávamos a fazer as coisas e novos hábitos adquiridos. Uma guerra não acaba sem deixar rastros.

Qual o papel de uma marca nessa guerra?

Se a sua startup ou empresa tem uma marca forte, então logo entendo que você tem clareza da sua causa e de como ela serve ao público que você quer atender. Isso é fundamental para que você tenha chegado até aqui e passe por esse momento com o mínimo de danos.

Mas agora, estamos vivendo o ponto de virada. Está na hora de virar o leme em outra direção.

Existe uma causa maior: derrotar o corona vírus.

Esse é o momento de mudar a atenção da sua marca para ajudar o seu público a ganhar essa causa. É o momento de unir forças para derrotar esse inimigo em comum.

Como startups podem fazer isso?

Em uma guerra, existe os guardadores de acesso. Os que guardam entradas, comunicação e distribuição para os demais da população. Nesse momento os portais e guardadores de acesso são: Google, youtube, instagram, facebook, linkedin, TikTok, Netflix, Spotify, Pinterest, você entendeu. Eles tem o poder da distribuição

Então vamos recapitular, na guerra existem estes personagens:

→ O inimigo : Corona Vírus

→ Os que lutam

→ Os que oferecem estrutura : Guardadores de acesso, plataformas, produtos e insumos pra guerra.

→ Os que pensam (estratégia): Governos e especialistas da saúde

→ E a população que fica rezando para que acabe logo

Quem luta? Quem tem voz. E se você se preocupou com a marca da sua startup até aqui, então com certeza você tem voz. Lute.

Como a sua startup pode lutar?

Destrave o máximo de valor que puder para a sua audiência, seu público, seu cliente. Empodere-o para que ele se fortaleça e possa lutar também.

Use os guardadores de acesso para distribuir e empoderar o máximo de pessoas.

Esse é o momento para agir fortemente em cima dos seus valores de marca, de tomar decisões ousadas em como pode ajudar a população e principalmente seus colaboradores – lembre-se: eles são seus primeiros clientes. Esse é o momento de mostrar o quão humano sua marca é! De provar que você realmente se importa!

“Marcas precisam agir nos seus valores, e frequentemente isso significa assumir um posicionamento ousado, até mesmo político. Os benefícios para a marca serão lealdade do cliente, e se for feito corretamente, isso significa um aumento no lucros, para o consumidor isso significa colocar o seu dinheiro onde ele identifica onde os seus valores estão. Para o cidadão e a conversa política, isso mostra que há uma questão que merece atenção.” – Fabian Geyrhalter

Como essas marcas estão se posicionando nessa luta?

  • Facebook: está desenvolvendo novas ferramentas para pesquisadores rastrearem se a distância social está funcionando.
  • Apple: Enviando protetores faciais para trabalhadores da área médica com doações de até 20 milhões de protetores. Eles colocaram seus setores de design, engenharia, operações e embalagens para desenvolver, produzir e enviar os protetores faciais.
  • Intel: doa 50 milhões de dólares para esforços no corona vírus.
  • Whatsapp: Insere um limite de mensagens que podem ser encaminhadas ao mesmo tempo para tentar evitar a disseminação de informações falsas.
  • Remessa online: determinou custo zero para envios de dinheiro ao exterior que sejam com fins de cuidados médicos. E 30% de desconto para pessoas que precisam apoiar seus familiares que ficaram isolados em outros países.
  • Cabify: está oferecendo transporte grátis para os trabalhadores do governo de Madrid que não podem pegar transporte público.
  • Babyscripts: uma empresa de cuidados virtuais para acompanhar gravidez, está ajudando a disseminar informações confiáveis sobre o COVID-19 para mulheres grávidas e mães recentes.
  • Give Local: está ajudando a apoiar pequenos restaurantes locais oferecendo para venda cartões presentes (Gift Cards) que podem ser usados depois.
  • School Closures: está oferecendo orientação aos pais enquanto eles mantém seus filhos em casa.

A Angel List, um site especializado para startups, investidores anjos e candidatos a emprego que desejam trabalhar em startups fez uma lista com todas as startups ao redor do mundo que estão fazendo a sua parte.

Esse é um momento muito importante para consolidar a marca da sua startup

Se você já vem dedicando esforços na sua empresa e na sua marca para estabelecer confiança do seu público e abrir caminhos coerentes a cada passo dado, é o momento de olhar para a sua visão, os seus valores e AGIR. Como eu posso assumir o meu papel nessa guerra?

No entanto, se a sua marca nunca foi uma preocupação muito grande, o que é comum na maioria das startups que estão começando. Então esse momento é chave pra sua empresa. É hora de olhar para isso e começar a se fortalecer. Ganhar clareza sobre a sua causa, o seu porquê, a sua visão, seus valores, como isso influência no seu produto, comunicação, quem é o seu cliente, o seu público. E isso é só o começo.

Como você pode ver, essas startups que estão ativas na guerra sabem muito bem quem são e a quem serve, e suas ações não são aleatórias, ainda que estejam nesse momento servindo a essa causa maior, elas sabem como usar suas forças para contribuir de forma eficaz.


Artigos relacionados:

Marcas não se importam – pessoas, sim!

Marca como promessa e compromisso – O que é identidade de marca?

Por trás da caixa registradora – Porque identidade vem antes da venda

0 comments on “Qual o papel das startups nessa guerra contra o Corona vírus?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *